Globo homenageia vítimas de acidente da Chape durante Flu x Atlético-PR

 

O acidente aéreo envolvendo a delegação da Chapecoense, que completa dois anos nesta quinta-feira (29), foi relembrado na transmissão da Globo de Fluminense x Atlético-PR, válido pela semifinal da Copa Sul-Americana.

Narrada por Luís Roberto e transmitida apenas para Rio de Janeiro e Paraná, a a partida teve homenagem da emissora global pouco antes do início do segundo tempo.

Em um painel, foram mostradas todas as vítimas, numa locução de fundo de Luís Roberto. Visivelmente emocionado, Luís rendeu as homenagens aos colegas de imprensa, principalmente aqueles que trabalhavam pelo Grupo Globo e faleceram no vôo.

“Há dois anos, acontecia o acidente criminoso que matou 71 pessoas, incluindo o time da Chapecoense, uma tragédia que ainda dói no coração de todos”, disse Luís. Depois, ele ficou em silêncio por cerca de 20 segundos, quando começou a narrar o jogo normalmente.

A tragédia com a delegação da Chapecoense ocorreu em 29 de novembro de 2016. 71 pessoas, entre boa parte dos jogadores do clube catarinense, dirigentes e imprensa, morreram após a queda do avião da empresa LaMia, próximo a Rionegro, na Colômbia.

Entre os mortos, estavam o repórter Guilherme Marques, da Globo; Victorino Chermont, Paulo Júlio Clement, Deva Pascovicci e Mário Sérgio, do Fox Sports. Sete pessoas sobreviveram, incluindo Jackson Follmann, Neto e Alan Ruschel, jogadores da Chape, e Rafael Henzel, radialista de Chapecó.

Por Uol